Por que chove?

A chuva, apesar de deixar o sol triste e além de esconder os dragões nas suas nuvens, é muito importante para todo mundo. No entanto, seus motivos podem ser os mais variados.

O mais comum é que a chuva é a água que vem para regar todas as plantas do mundo. As árvores e flores precisam de água que nem a gente. Elas também sentem sede. Se uma plantinha não tem dono, ela depende da chuva para matar a sede.

Outro motivo importante para a chuva é quando está muito quente. O sol fica muito forte e está tudo fervendo. Aí, quando todo mundo acha que não pode mais aguentar o calor, começa a chover. As pessoas chamam de chuva de verão, mas eu chamo de “suor do mundo”. Pois é, assim como a gente, a Terra também sente calor. E, quando está quente, a gente não sua? A Terra também. Que nem o suor no nosso corpo, a chuva vem para refrescar um pouco as coisas.

Agora, tem vezes em que vem uma chuva nada a ver: não tá quente e nem as plantas estão com sede. Mas, mesmo assim, chove. E é sempre aquela chuvinha chata, fininha e que voa com mais leve vento. Que chuva é essa então?

Cada gotinha dessa chuva é um filhote-de-rio. O quê? Você não sabia que rio também tem filho? Pois é. Os filhotes-de-rio nascem onde os rios se encontram com o mar. Neste lugar, sempre tem a pororoca, que é como se chama quando o mar e o rio se tocam. Durante a pororoca, sempre tem bastante água se mexendo e fazendo muita espuma. É dessa espuma que nascem os filhotes-de-rio.

Como são gotinhas muuuuuito pequenininhas, o vento leva elas por aí até se juntarem todas numa nuvem e caírem. Depois que elas caem, elas procuram um lugar para virarem rios de verdade. Algumas dão azar e viram apenas água escorrendo pela rua. Outras encontram um leito de rio – um lugar onde os filhotes-de-rio se deitam – e viram um rio bonitão.

Mas como a gente pode saber se o que está chovendo é chuva de regar plantas, chuva de suor ou chuva de filhotes-de-rio? Bom, se estiver muito quente, é chuva de suor, e se as plantas estiverem pedindo água, é chuva de regar. Agora, para ter certeza de que a chuva é de filhotes-de-rio, você tem que pegar uma gotinha da chuva – só uma – e botar bem perto do ouvido. Se ela for uma filhote-de-rio, você conseguirá escutar o barulho de rio que ela faz.

Aproveite a próxima chuva e descubra de que tipo ela é.

About these ads

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Maya
    set 07, 2010 @ 18:15:15

    Que fofa essa história!
    Imagino minha pequena tentando escutar a gotinha!!!

    Responder

  2. Geli
    set 08, 2010 @ 20:24:25

    Que lindo! Tô ansiosa pela próxima chuva!! Choveu ontem, mas eu não sabia disso tudo ainda! Beijos

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Direitos autorais

Contos Infantis Infantil Criança História para Dormir Respostas Fantásticas para Perguntas Intrigantes Por que porque como fantasia
Protected by Copyscape Duplicate Content Software
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 635 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: